Mapa Geológico de Game Of Thrones

 

Mapa geológico de Westeros.


 
Essa é Westeros atual, nos dias que se seguem à morte do rei Robert Baratheon. É também a história geológica de Westeros, aprofundando através dos anais do tempo, mais do que qualquer reino. Nós juntamos a história geológica através da observação de personagens, nome de cidades, mapa oficial do game of thrones, e os princípios básicos da geologia. Usando dados limitados só foi possível reconstruir 500 milhões de anos de evolução planetária, incluindo vulcões, continentes surgindo dos oceanos, e eras do gelo (com a ilustre presença de White walkers e dragões). Para explorar a história, e conferir toda a dedução de cada parte enumerada do mapa geológico clique nos links abaixo:

Lembrando que toda dedução se encontra em inglês

Dedução de prováveis eventos geologicos ocorridos em Westeros
1 – (Atualmente) O tamanho do planeta de Game of Thrones
2 – (25 Mya) A Terra dividiu Westeros de Essos
3 – (30-40 Mya) Quando Dorne ferveu
4 – (40 Mya) Terra de gelo
5 – (60-80 Mya) O nascimento das montanhas negras
6 – (80-100 Mya) Quando a Lua surgiu, assim como os Lannisters.
7 – (300 Mya) Mergulhando nos recifes tropicais de Winterfell
8 – (450 Mya) A areia vermelha
9 – (500 Mya) As primeiras montanhas
(2,000 Mya) ??????

Atribuições:
O mapa geológico de Westeros foi criado por Miler Traer. A historia geológica de Westeros foi escrito por Miles Traer com a ajuda de Mike Osborne.
Detalhes científicos adicionais foram dados por Hari Mix. Os direitos autorais de Game of Thrones pertencem a George R.R. Martin.

Reconhecimentos:
Todos os mapas criados nesse projeto são baseados nos mapas criados por Jonathan Roberts, Tear, e TheMountainGoat. Certos detalhes artísticos (como a abrangência das montanhas) foram copiadas e adaptadas para melhor servir as necessidades da reconstrução geológica. Sem esses detalhados e caprichados desenhos de mapas, pouco desse projeto seria possível. Muitos detalhes sobre a historia de Westeros e vários tipos de rochas nos continentes podem ser encontrados no “A wiki of ice and fire.”

 

 
Nota: O post veiculado acima é uma tradução livre da máteria feita por Miles Traer.

Siga-nos: Geologando no Facebook | Geologando no Instagram

 

Deixe seu comentário