PERSPECTIVA DE REABERTURA DE OPERAÇÕES NA BAHIA « Revista In The Mine

 

PERSPECTIVA DE REABERTURA DE OPERAÇÕES NA BAHIA

 

Mina de vanádio da Largo Resources

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) apresenta um cenário positivo para a mineração baiana em 2018. Isso porque a produção de muitas das minas que foram paralisadas no período 2016/2017 devem ser retomadas nos próximos meses. A CBPM acredita na retomada da produção de níquel, pela Mirabela em Itagibá, será retomada, em razão da cotação atual do metal (US$ 13 mil/ton). E que o mesmo deve ocorrer com as minas de ouro da Briogold em Santa Luz, e de fosfato, da Galvani/Yara, em Irecê. Em 2017, o ouro liderou as exportações de minérios na Bahia (US$ 241,8 milhões), seguido do vanádio US$ 135 milhões, magnesita (US$ 102 milhões e diamante (US$ 45,4 milhões). Graças principalmente ao vanádio, a produção no estado subiu 20,7% no ano passado.

 


Fonte da matéria

Posted in

Deixe seu comentário